terça-feira, 25 de setembro de 2012

VÍTOR GASPAR E O FI

UM, VÍRGULA, SEIS, UM, OITO—sabe seguramente o que é: é o número mágico! Recorda-se bem de, quando leu o "Código Da Vinci", Langdon, logo no início, recordar a conversa da relação da distância entre o alto da cabeça e o solo e a distância entre o umbigo e o solo ser igual a 1,618, o número mágico. Nunca é, mas faz-se de conta...
O número entrou na tradição de quase tudo, desde especuladores da bolsa, até artistas, astrónomos, jogadores de pocker, blá, blá, blá.  Procure um nadinha na Net e vai ver a quantidade de coisas em que o número mágico é usado. Chegados aqui, pergunta-se: donde veio essa criatura, representada pela letra grega (lê-se Fi)?
Foi Euclides de Alexandria que deu fama ao 1,618. Euclides gostava muito de pentágonos regulares—também dava um jeito nos irregulares, mas a fé era mesmo nos regulares—e observou coisas fascinantes na figura geométrica.
Por exemplo, se unirmos dois vértices não contíguos dum pentágono, a linha de união é igual ao lado vezes 1,618. E se fizermos isso com todos os vértices, temos muitos triângulos—e até outro pentágono mais pequeno—e a relação entre lados menores  e  maiores é sempre de 1 para 1,618. 
Euclides verificou que, se quisesse dividir uma tábua em duas mais pequenas,  de modo a que a relação entre a tábua inteira e o bocado maior fosse igual à relação entre o bocado maior e o mais pequeno, bastava dividir o comprimento da tábua inteira por 1,618 para saber qual devia ser o comprimento do bocado maior e, por exclusão de partes, do menor. Também podia confirmar dividindo o tamanho do maior por 1,618.
O número mágico tornou-se em mito que chegou até ao Século XXI e há-de chegar mais longe ainda. Uma coisa é certa: já arruinou muita gente, a começar por jogadores da bolsa, de pocker, de futebol, de bisca lambida, da lotaria, e a acabar em gestores, aviadores, blá, blá, blá e políticos—sobretudo ministros das Finanças. O Dr. Vítor Gaspar Gaspar, pelas minhas contas, também deve ter fé no Fi. Se é esse o caso, prepare-se porque para o ano vai pagar o IRS deste ano multiplicado por 1,618—faça já as contas.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário