terça-feira, 29 de outubro de 2013

G266.2-1.2

.


Em tempos que lá vão, uma estrela de enorme massa da nossa galáxia (Via Láctea) morreu e explodiu sob a forma de supernova. O remanescente dessa supernova ainda é visível—G266.2-1.2. Na imagem vê-se a roxo a onda de choque de partículas altamente energéticas resultantes da explosão a expandir-se no espaço interestelar, a partir do referido remanescente . O registo foi feito pelo telescópio de RX Chandra, combinado com dados ópticos (radiação visível).

Sem comentários:

Publicar um comentário