segunda-feira, 21 de outubro de 2013

RIGOR ATÉ À PICUINHA

.
Luís Filipe Menezes, diz a imprensa, renunciou ao cargo de vereador na Câmara Municipal do Porto para que foi eleito. É normal. Menezes—de profissão presidente de câmara—não deve aceitar cargos abaixo disso. Seria como um coronel a comandar  um pelotão!
Menezes "vai andar por aí" e duas soluções se prevêem: ou aguarda colocação interina numa câmara municipal cuja presidência fique vacante inesperadamente e de supetão, ou arranja uma sinecura na panóplia pública—o mais provável. Em  boa verdade, é justo reconhecer que não pode a Pátria desperdiçar um talento assim, com provas dadas de rigor na gestão da coisa pública.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário