quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

A KODAK FINOU-SE!

.
.
Chega a notícia de que a Kodak pediu hoje a falência. O gigante americano que dominou durante muitos anos o comércio dos filmes fotográficos, começou a ter dificuldades com a entrada em cena da concorrência asiática, nomeadamente da Fuji japonesa. Mas foi a fotografia digital que deu o golpe de misericórdia na empresa. Apesar de pioneira na técnica, nunca foi capaz de enfrentar a concorrência do Oriente, surgindo as primeiras dificuldades com o fabricante Sony.
A Kodak vulgarizou a fotografia com o fabrico de máquinas acessíveis a todos, começando o sucesso com o lançamento, em 1900, de uma das mais populares máquinas de todos os tempos, a Brownie (na imagem antes do texto). Os filmes viriam depois a completar tal sucesso. As películas eram usadas pelos mais importantes fotógrafos profissionais, sobretudo para o preto e branco. É deles que partem hoje os principais lamentos pela saída da cena do fabricante norte-americano.
À esquerda insere-se uma conhecida fotografia a preto e branco de Eduardo Gageiro, feita com película Kodak. À direita, Seteven Sasson, da Kodak, inventor da primeira máquina digital, com a sua invenção.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário