segunda-feira, 20 de julho de 2015

AH GANDA KRUGMAN ! ! ! . . .

.

Paul Krugman é Prémio Nobel da Economia e uma das pessoas mais ouvidas—com o resto do mundo de orelha atenta—quando fala de Economia, Política, Finanças, Cosmologia, Astronomia, Astrologia, Sociologia, Ciências Ocultas e Tiro de Artilharia Pesada. Em tempo devido, eructou considerações, em conformidade com a sua visão canhota enviesada, sobre o helénico problema no contexto europeu e as coisas saíram-lhe inesperadamente ao lado.
Agora Krugman que gosta de dar o braço a torcer, embora não pareça, anunciou—urbi et orbi—que "talvez tenha sobrestimado a competência do Governo grego". E acrescentou que nem calculou que pudessem tomar uma posição daquelas sem ter um plano de urgência.
Krugman foi apanhado de surpresa, vejam lá! O Syriza, com tudo tão bem pensado, gizado e concebido, como é próprio dos radicais, esqueceu-se de um pormenor: se a UE desse uma nega, não tinha plano B. E o senhor Krugman—tão inteligente que é—ainda não tinha percebido que a esquerdalhada é assim mesmo: pé na tábua e fé em Marx!
Há cada um!...
.

Sem comentários:

Publicar um comentário