sexta-feira, 24 de julho de 2015

TERRA NOVA

.

O sonho dos visionários da Astronomia é, desde longa data, encontrar outra Terra. A NASA tem uma missão—a "Kepler"—destinada a encontrar planetas em zonas habitáveis, ou seja, a distâncias de estrelas que permitam a existência de água no estado líquido (nem gelo, nem vapor), condição sine qua non para a vida.
Ontem, dia 23, os cientistas da missão "Kepler" anunciaram ter sido encontrado um planeta a 1.400 anos/luz, na Constelação do Cisne, a que foi dado o nome de Kepler-452b, que tem diâmetro 60% maior que a Terra e se encontra em órbita—em zona habitável—à volta duma estrela parecida com o nosso Sol embora, um pouco mais velha.
A temperatura do planeta deve ser igual à da Terra, mas a superfície é mais brilhante.
Mesmo que seja habitado por gente inteligente, ainda que mais inspirada que o Nóvoa, provavelmente nunca qualquer terráqueo terá contacto pessoal com um kepleriano-452b porque, na melhor das hipóteses leva 1.400 anos a lá chegar, ou a cá chegar.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário