terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

GEORGE BERNARD SHAW

A 25 de Junho de 2009, José Sócrates jantou com Henrique Granadeiro na casa de Manuel Pinho. O chairman da PT informou então o primeiro-ministro que a compra da TVI pela empresa de telecomunicações não se concretizaria. No dia seguinte, no Parlamento, Sócrates anuncia aos jornalistas que se vai opor a um negócio que, nessa altura, já não existia. Estranho? Não, como o mesmo Sócrates explicou quarta-feira: "Do ponto de vista formal, o Governo não foi informado". Pronto, e assim está tudo resolvido. Do "ponto de vista formal" nunca nada aconteceu.
.
Começa assim o artigo de José Manuel Fernandes saído no PÚBLICO, em 12 de Fevereiro de 2010. É um texto de quase mil palavras, que não cabe no espaço de um blog como este. Mas vale a pena ler. Por isso deixo aqui o link para outro blog, onde pode encontrá-lo integralmente.
Não faço comentários. Os portugueses tiram as conclusões que entenderem. George Bernard Shaw dizia que a democracia é o instrumento que assegura não serem os povos governados melhor do que merecem. Voilá!

Sem comentários:

Publicar um comentário