sábado, 27 de fevereiro de 2010

TÂO INTELIGENTES QUE ELES ERAM!



O Lloyds Banking Group perdeu, em 2009, 24 mil milhões de libras (quase 27 mil milhões de euros) em dinheiro que os credores não puderam, não podem e não poderão pagar. Em cada segundo do ano, o banco perdeu 760 libras (mais de 850 euros), enquanto os clientes faziam bicha para declarar que não honrariam os seus compromissos. Ninguém é fisicamente capaz de destruir notas ao ritmo de 760 libras por segundo!
Naturalmente que os bancos têm de correr riscos. Alguns empréstimos dão bota, é sabido. Mas as instituições financeiras têm margens para cobrir esses riscos. No caso do Lloyds, o problema principal foi de gestão!
Quem diria?!

Sem comentários:

Publicar um comentário