sábado, 23 de agosto de 2014

DORMIR COM DOIS OLHOS FECHADOS

.

Há uma crença actual, ironicamente mais frequente nos países do primeiro mundo, de que vacinar crianças aumenta a probabilidade de virem a sofrer de autismo. Não sei como surgiu tal ideia, pois não há dados epidemiológicos, estatísticos, ou clínicos que a apoiem. Nos Estados Unidos, o Center for Disease Control tem tentado desfazer o mito, apresentando dados e argumentos mas, paradoxalmente, o efeito é contrário ao que o Centro pretende. Cada campanha faz crescer o mito. Porquê?
Há estudos psicológicos sobre isso e, em resumo, a causa parece ter a ver, não directamente com o problema, mas com inserção do mito numa visão geral que os cidadãos têm da sociedade. Para dar um exemplo simples e elucidativo, se alguém pensar hoje que o Sol anda à volta da Terra e um astrónomo lhe explicar que não é assim, provavelmente a pessoa acredita. Mas no tempo de Galileu era complicado porque tinha implicações religiosas, era contra tradições culturais, desautorizava gente considerada, etc.
O cidadão actual, infelizmente, habituou-se a ser enganado por janotas sem escrúpulos, incluindo a indústria farmacêutica, uma das dez maiores do mundo, parceira do petróleo, do armamento, da pornografia e da droga. Já ninguém acredita nela, nem no Tamiflu®, nem na utilidade da vacina contra a gripe das aves e rebabá. Criou-se o que é classicamente chamado "conversa de taxista", frequentemente não tão descabida como se diz. Por isso, reina o "pé atrás" com coisas como o aquecimento global, a depleção do ozono, a guerra contra os alimentos transgénicos e por aí fora. Os profissionais da ecologia mataram a credibilidade da ecologia porque vivem dela e se associam a interesses económicos, como a produção de energias alternativas e outras cangalhadas; os políticos, idem; muitos técnicos de actividades respeitáveis, idem aspas. Um horror!
Tais exemplos são uma gota no oceano da manipulação da opinião pública. Depois, quem se admira que o cidadão não acredite no Center for Disease Control de Atlanta, na vantagem de beber leite pasteurizado, ou na necessidade dormir com os dois olhos fechados?
.

Sem comentários:

Publicar um comentário