sábado, 22 de dezembro de 2012

'EXCEL MAN'

.

Segundo o “Expresso”, há mais de 500 clientes do BPN com dívidas superiores a meio milhão de euros em incumprimento total, isto é, gente fina e alegadamente rica que não paga o que deve. E quem pagará? Pagam os contribuintes, está bom de ver. Afinal, são só três mil milhões de euros―uma bagatela!―e  o contribuinte já está habituado a ser depenado. Mais três mil milhões, ou menos três mil milhões, tanto faz. É só dividir e ver quanto toca a cada pensionista, desses que nunca mais morrem e vivem a mamar no erário público. Nem vale a pena sacrificar mais ninguém.
Há por aí impertinentes a lembrar que talvez os caloteiros tenham bens para penhorar, quiçá vivendas na Quinta da Marinha, iates em Belém, aviões em Tires, Ferraris na garagem. Mas, valha-me Deus, o trabalho que dá investigar essa coisa para ir parar às mãos da Dr.ª Cândida Almeida e ficar tudo em águas de bacalhau. Que horror!
O borrego contribuinte está à mão de semear e é fácil de degolar―é só ir à folha do Excel e fazer uns arredondamentos. O Excel foi a maior invenção do tempo moderno. Tornou a governação muito mais fácil e expedita. É a opinião de Vítor Gaspar. A minha também.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário