domingo, 26 de janeiro de 2014

IR ALÉM DA "TROIKA"

.

Para quem tem dificuldade em ver, digo o que se lê ali: O total da factura inclui o valor €100,18, sem IVA, correspondente às tarifas de acesso às redes, onde se inclui o valor de custos de interesse económico geral (CIEG) no valor de €55,10. 
Isto é, em €149,47, são €45,70 para acesso às redes e € 55,10 para incógnitos custos de interesse económico geral.
***
[...] O êxito que o Governo reclama não desautoriza as críticas que lhe são feitas quanto à forma perversa de o alcançar. Por inépcia, preguiça ou escolha ideológica, penalizou sempre os mais fracos, poupando os mais fortes, nomeadamente as empresas que engordaram à custa de negócios ruinosos para o Estado e as que sufocam milhões de clientes com preços exorbitantes, ao mesmo tempo que beneficiam de rendas excessivas, até aos olhos da troika. [...]

Fernado Madrinha in "Expresso"
.

Sem comentários:

Publicar um comentário