quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

MAIS UM MISTÉRIO DO "TITANIC"

.
Há um século, Loraine Allison embarcou no "Titanic", juntamente com os seus pais e um irmão mais novo, Trevor. Com a ajuda de uma empregada, este sobreviveu num salva-vidas; mas Lorraine e os pais nunca mais foram vistos.
Trinta anos mais tarde, uma mulher chamada Helen Kramer surgiu numa rádio dizendo ser Loraine Allison, que havia sobrevivido ao naufrágio com a ajuda de um dos projectistas do navio e exigindo parte da herança da fortuna da família Allison. Nunca recebeu nada e morreu em 1992.
Em Abril de 2012, no centenário da tragédia, a neta de Helen Kramer, Debrina Woods, voltou com a mesma exigência num site que criou especialmente para o efeito. Um grupo liderado pelo especialista forense Tracy Oost obteve ADN de membros da família Allison e de uma meia-irmã de Debrina—esta nunca colaborou e recusou-se a fornecer uma amostra do seu ADN. Em Dezembro de 2013, veio a resposta: Helen Kramer não era Loraine Allison.
Mas Debrina Woods não desiste e escreve no seu site que os resultados da peritagem só a estimulam mais a encontrar a verdade desta história a que chama o último mistério do "Titanic".
.

Sem comentários:

Publicar um comentário