sábado, 20 de julho de 2013

O DINHEIRO TRAZ A FELICIDADE

.

Estudo recente mostra que a eficácia dos analgésicos é tantas vezes maior, quantas vezes maior é o seu preço—mais ou menos, claro! Isto é, quanto mais alivia a carteira, mais alivia a dor! O bom analgésico, para combater o sofrimento do doente com eficácia, deve fazer sofrer a sua conta bancária. É efeito placebo já referido em estudo do jornal americano "Psychological Science", onde se lê esta frase ilustrativa: "Estás com enxaqueca, querido? Vai ao multibanco e levanta dinheiro". O dinheiro provoca nos seus detentores sentimento de bem-estar, força, eficácia, provavelmente pela produção de endorfinas.
Há estudos vários sobre isso. Por exemplo, avaliando a capacidade de suportar a imersão das mãos em água muito quente depois de contar notas de banco, ou pedaços de papel comum semelhantes às notas, mas sem valor. Os primeiros ganham sempre. E também, se se pede aos estudados para registarem as receitas e despesas do mês anterior, os que tiveram balanço positivo são campeões—os outros têm medo até da água fria como o gato escaldado.
Sei o que o leitor está a pensar, mas fique tranquilo porque já fiz isso: hoje mesmo enviei cópia do estudo à Ministra das Finanças, Maria Luís, com conhecimento a Gaspar e Moedas. Este último já deve conhecer porque tem o objecto em estudo embutido no nome.

Sem comentários:

Publicar um comentário