sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

VIÉS E VIESES

.

A decisão de defender uma posição—seja de que natureza for—é condicionada sempre por vieses, sejam de natureza política, religiosa, económica, clubística, tribal, rebabá. Qualquer decisão política tem tratamento diferente se partir do partido que se apoia ou de outro partido, mesmo que seja absurda e "jerical", como acontece agora em Portugal.
Mas o viés é universal, isto é, aplica-se a todos os "humanos"—como o Dr. Soares chama aos homens e mulheres porque está assim traduzido no livro de  Stephen Emmott que leu em diagonal—e a todas as matérias, seja a arbitragem no futebol, a literatura, ou o penteado do Dr. Portas.
Num estudo feito na Universidade de Princeton, foram dadas aos estudantes 80 reproduções de pinturas com o pedido de atribuir a cada uma nota entre 1 e 10. Metade dos estudantes não tinha indicação dos autores e a outra metade tinha nomes de alegados autores, tirados da lista telefónica ou de pintores célebres, distribuídos aleatoriamente. Naturalmente, o resultado foi muito diferente entre os dois grupos, com os nomes dos pintores célebres a condicionar as classificações. E mesmo quando antes da prova os estudantes eram avisados que os nomes podiam não corresponder à verdade, o viés continuava a influenciá-los. E o pior é que todos negavam terem sido influenciados, ou enviesados. Aliás, uma das características do viés é aplicar-se a si mesmo—todos negamos ser enviesados, mesmo quando está na cara que somos.
Um dos vieses mais frequentes é o chamado "efeito acima da média", ou "superioridade ilusória" que, como os termos indicam, consiste em considerar-se o cidadão com qualidades de qualquer tipo acima da média—seja a conduzir veículos, em popularidade, na qualidade da relação com o outro sexo e por aí fora. É o cafajeste  que nos passa à frente na bicha da repartição de Finanças, ou que estaciona bloqueando os carros dos outros.
Em suma, toda a gente sofre de vieses e o melhor é comportarmo-nos sabendo que os temos. Por exemplo, em algumas orquestras, os maestros fazem a audição de músicos candidatos a lugares na instituição sem os ver—é-lhes impossível avaliar sem se deixarem influenciar pela figura dos artistas, especialmente das artistas. Este das artistas é um viés fatal!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário