sexta-feira, 21 de junho de 2013

A VIRTUDE DA SÍNTESE

.
.
O hidrogénio é um gás leve e sem cheiro que, com tempo suficiente, se transforma em pessoas—disse o cosmologista Edward R. Harrison. É uma frase que, com poucas palavras, fica para a posteridade.
Efectivamente, tudo começa no núcleo das estrelas, onde a fusão do hidrogénio produz hélio, depois carbono, oxigénio, ferro e todos os elementos de que somos formados. Na Terrapelo menospor mecanismo mal esclarecido e a partir desses elementos, nasceu vida há pouco mais de 3,5 mil milhões de anos; e a evolução conduziu a seres cada vez mais diferenciados, alguns precursores do homem moderno que terá cerca de 50 mil anos. Os primeiros átomos de hidrogénio formaram-se pouco depois do Big-Bang, há mais de 13 mil milhões de anos, o tempo que Harrison chama de suficiente para originarem pessoas.
É a história humana comprimida, como o drama considerado mais curto do mundo, só com duas palavras: "Nasceu morto".

Sem comentários:

Publicar um comentário