domingo, 30 de junho de 2013

UM TIRO DE PÓLVORA SECA

.

Segundo o jornal “le Monde”, a popularidade de Dilma Roussef era de 65% em Março, passou para 57% no princípio de Junho e vai agora em 30%. Não tarda, vai em 0,3%. Pior só Robert Mugabe, Passos Coelho, ou Vítor Gaspar!
Mas “a Dilma não tinha ideia nenhuma do que se ia passar”, Dr. Soares dixit. Nem o próprio Dr. Soares tinha essa ideia, além das muitas outras que também não tem. O mesmo para o ex-Presidente Sarney, que não sei se tem mais ideias que o Dr. Soares, embora acredite que sim porque não é difícil.
O Brasil está “numa de fim da linha”. A conversa dos políticos é música de embalar, mas o sono daí decorrente é povoado de pesadelos. O “povão” cansou de pesadelo e quer ver se Dilma atrasa ou adianta. Assaltar bancos em nome da justiça social é uma coisa. Meter plutocratas na ordem é outra e Dilma não tem, claramente, fôlego para tal―é só fumaça.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário